Pular para o conteúdo principal

Hoje é:

História do Bairro da Munhava



Introdução

A presente história que descreve o bairro da Munhava foi redigida por Rosário Cangomba, em base de experiência e investigação de alguns factos. Abonamos que ainda existe muito por si falar desse bairro e esta página está propensa a revisão e correção subsequente segundo novos dados que serão obtidos e acrescentada.




História do Bairro da Munhava


Emblema
                            

Bandeira de Moçambique




Segundo o artigo (Munhava), descreve o bairro como sendo o mais populoso da Beira. Na verdade Munhava além de ser um simples bairro é um dos postos administrativos da Beira que compreende muitas zonas como estas:

 

Zonas que compreendem Munhava

Por Rosário Cangomba by google Maps

Matchipissa

Pinamala

Maraza

Crematório

Abu

Munhava matope

Caxiquinha

Mananga

Zona B ou Rua-tchetcha ou ainda Lianga

 

CFM rolo ou Muchatazina

 

Munchina Massamba

 

Tchantchi

 

Quando bem observado, Munhava está dividido em Munhava do este (entre Maraza), Munhava central (o mais famoso, que compreende muitas zonas – o mais conhecido é Matchipissa), Munhava do sul (entre Tchantchi), Munhava do norte (Caxiquinha) e Munhava do oeste ( mais conhecido por Munhava matope).

 

Segundo o artigo mencionado, descreve a etimologia do bairro como vindo da língua Lomwe: Nkitchavava Nkinyavava (Comi aqui defequei aqui, significado). E segundo o mesmo há quem diga que origina-se da língua Chuabo: Kanyavala (Chuabo), que numa das língua da urbe (Sena) quer dizer Kunha apa, em Português que quer dizer “defeca aqui”. 

 

Munhava é um bairro poliglota, denominado pelas duas principais línguas Sena e Ndau. Num artigo intitulado (Munhava, bairro de um povo que precisa duma história); o bairro foi descrito com as suas principais características; “A violência, a greve e a manifestação”.  Embora o bairro seja Conhecido até pela Organização das Nações Unidas (ONU) por causa do seu teor e funesta qualidade de vida, nem tudo o que se diz do bairro constitui a verdade. O bairro gerou grandes personalidades que atualmente tem representado a província de Sofala e consequentemente o país (Moçambique).

O bairro compreende um campo oficial – Campo Municipal da Munhava e outros vulgares, mas não oficiais.

 

  Este Artigo foi redigido por  Rosário Cangomba e está sujeito a equívocos e se caso notar um, o encorajamos a sugerir a sua retificação por meio de seu comentário.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Texto expositivo explicativo

Texto expositivo explicativo é um texto que visa dar a conhecer fazer saber compreender um determinado assunto. É um texto cujo intenção da comunicação se prende essencialmente com conhecimento da realidade a respeito da qual oferece um saber. A finalidade é de informar transmitir conhecimento aos destinatários.

Texto Expositivo-Argumentativo

Argumento é um raciocínio lógico destinado a provar ou refutar uma informação. Ou ainda, "Um argumento pode ser definido como uma afirmação acompanhada de justificativa (argumento retórico) ou como uma justaposição de duas afirmações opostas, argumento e contra-argumento (argumento dialógico) ." E "Na lógica, um argumento é um conjunto de uma ou mais sentenças declarativas, também conhecidas como proposições, ou ainda, premissas, acompanhadas de uma outra frase declarativa conhecida como conclusão ."

Conheça as 9 melhores universidades de Moçambique

Ranking Académico:Segundo a pesquisa produzida pelo Webometrics Ranking of World Universitiescom a iniciativa de Cybermetrics Lab (Conselho Nacional de Pesquisa Espanhol), que fornece informações sobre o desempenho das Universidade de todo o Mundo, fez uma analise nesse ano de 2016 das melhores Universidade do Mundo e nós extraímos da lista as melhores de Moçambique, confira:

Notícias de Moçambique

Notícias de Moçambique
MOZNEWS

Será África berço da Humanidade?

Será África berço da Humanidade?
O Continente Africano é considerado o berço da Humanidade porque nele foram encotrados os primeiros registos fósseis mais antigos. Veja o artigo Completo clicando na Imagem!